Por muito bonita e calma que uma vela possa ser, a mesma deve ser usada com precaução e cuidados específicos para prevenir qualquer acidente, bem como tirar o máximo partido do seu uso.

Nunca deixe uma vela acesa sem vigilância.

Mantenha as velas acesas fora do alcance de crianças e animais de estimação. Eles podem derrubar uma vela e provar um incêndio.

Coloque a vela numa superfície estável e resistente ao calor, afastada de qualquer objeto que possa pegar fogo.

Certifique-se de que a divisão tem boa ventilação. Não acenda muitas velas numa divisão pequena ou numa casa onde a renovação de ar é limitada.

Mantenha as velas longe de correntes de ar, ventoinhas, etc., para prevenir que queime de forma inadequada, provocando chamas altas, salpicos e até fumo.

Não deixe que pedaços do pavio cortado se acumulem na cera derretida, pois os mesmos podem começar a arder.

Nunca pegue numa vela acesa nem a mude de lugar enquanto a cera está líquida. A cera e a lata (ou copo) podem estar muito quentes. Apague a vela e deixe-a arrefecer totalmente antes ou entre cada utilização.

Recomendamos que use um apagador de velas para o mesmo efeito. Isto evita salpicos de cera e excesso de fumo.

Nunca apague uma vela com água. Na primeira queima de cada vela, deixe derreter a cera em toda a superfície da mesma, isso pode demorar 2 ou 3 horas. A cera deverá ficar líquida até às paredes do recipiente (lata ou copo). As nossas velas são desenhadas para derreter a cera totalmente até ao limite da lata. Isso irá ajudar a prolongar o seu tempo de vida.

Nunca queime uma vela se o pavio não estiver no centro da vela.

Nunca queime a sua vela por mais de 4 horas de cada vez.

Quando necessário, apare o pavio a cerca de 7mm antes de acender novamente a vela, para controlar o tamanho da chama e evitar que o pavio deite fumo.

topo